Dia das mães 2022: interesses, expectativas, principais canais de compra e mais!

Quer entender o comportamento de consumo e expectativas para o Dia das Mães deste ano? Então, confira o estudo inédito que fizemos sobre a data.


clock
6 min
Dia das mães 2022: interesses, expectativas, principais canais de compra e mais!

2022 parece estar com um pouquinho de pressa e os consumidores não veem a hora de comemorar uma das datas mais importantes do calendário brasileiro. Estamos falando já do Dia das Mães, que será celebrado no dia 08 de maio!

Essa é uma data de enorme apelo emocional no mundo inteiro e sofreu grande impacto nos últimos dois anos por conta da pandemia. Apesar de ainda requerer muitos cuidados, o avanço da vacinação e a desaceleração de casos no país dão certo alívio e flexibilização para os encontros tão desejados por mães e filhos.

E, para manter você por dentro de como esta data deverá ser celebrada, preparamos este artigo que trará muitas informações sobre o comportamento de consumo, expectativas e oportunidades para as marcas.

Os resultados que você verá a seguir foram obtidos por meio de uma pesquisa original, realizada com 600 pessoas de todo o Brasil, entre os dias 17 e 18 de março, pela nossa plataforma MeSeems. Confira!

Melhor que celebrar a vida, é celebrar quem te deu a vida

Grande parte dos nossos respondentes parece concordar com essa frase: cerca de 68% afirmou ter o hábito de celebrar o Dia das Mães. Apenas 18% da amostra revelou comemorar pouco ou raramente.

Quando perguntados sobre como costumam festejar o dia, as respostas foram as seguintes:

  • Fazendo refeições especiais em casa – 55%
  • Comprando presentes – 49%
  • Reunindo com amigos e familiares – 34%
  • Saindo para restaurantes/ bares – 15%
  • Enviando flores – 12%
  • Enviando chocolates – 12%
  • Enviando cartões – 11%

Como visto, há muitas formas de demonstrar o amor – que, aliás, foi o termo mais escolhido pelos nossos entrevistados para representar o sentimento por suas respectivas mães.

Linha do tempo

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

Agora, quando se trata das comemorações para este ano, a pesquisa mostrou que 80% das pessoas pretendem fazer algo especial no dia - um percentual alto e muito interessante para as marcas. Por isso, vamos entender um pouco mais a fundo!

Presentear é um ato de amor

É muito comum comprar algo para dar às mães neste período. Porém, convenhamos que nem sempre é fácil acertar na compra de um presente. Pensando nisso, fizemos um comparativo entre intenções e desejos.

O resultado mostrou que das top 5 categorias pensadas para presentear as mamães neste ano, nem todas estão de acordo com as top 5 que elas gostariam de receber na data. Vejamos:

TOP 5 Categorias de interesse de compra

  • Cosméticos/ Perfumes – 25%
  • Roupas – 25%
  • Calçados – 23%
  • Almoço/ Jantar / Café da manhã – 22%
  • Bolsa – 19%

TOP 5 Categorias desejadas pelas mães

  • Almoço/ Jantar/ Café da manhã – 25%
  • Cosméticos / Perfumes – 25%
  • Chocolates – 24%
  • Viagens/ Passeios – 23%
  • Roupas – 22%

Nota-se que itens de uso pessoal são os mais citados por ambos os grupos, principalmente cosméticos e peças de vestuário. Isso segue se mantendo ao longo dos anos. Inclusive, quando o assunto é marcas que vêm à cabeça no Dia das Mães, Boticário lidera junto com Natura e Marisa.

Interface gráfica do usuário, Aplicativo

Descrição gerada automaticamente

É importante reforçar que, apesar do grande destaque dos cosméticos nas categorias de interesse, houve uma queda de 11 pp (pontos percentuais) em relação a 2021, igualando-se às demais categorias. Esse é um ponto de atenção para as marcas! O que anda desestimulando os consumidores neste segmento?

As refeições representam outra categoria que sofreu queda de um ano para o outro – passaram de 29% para 22%, indo na contramão do que as mães desejam receber. Precisamos entender que essas mulheres querem aproveitar o dia ao lado da sua família e uma boa refeição é o melhor momento para reunir a todos.

@spencerdavis on Unsplash

Experiências gastronômicas são bem-vindas e, com isso em mente, as marcas podem pensar em como participar ou ajudar a promover momentos tão especiais.

Além disso, no Dia das Mães não podemos deixar de falar do chocolate! Ele não apareceu nas top 5 categorias de interesse de compra, mas ficou na 3ª posição da lista das mães. Aliás, a Cacau Show teve presença na nuvem das marcas mais lembradas, reparou?

Agora, um dado interessante: verificamos que a geração Z foi o grupo que mais citou a marca. Isso pode ser um indicador de que, por ser uma faixa etária que ainda busca por estabilidade financeira, prefere presentear com produtos mais acessíveis e indulgentes.

E, por falar em indulgência, viagem também não poderia ficar de fora. Apesar de ser um presente que possa extrapolar o orçamento, é um grande desejo destas mães, que querem um momento de descanso e de lazer, muito provavelmente por terem ficado dois anos mais isoladas devido à covid-19.

E quem são essas mães?

Para descontrair, pedimos para que os filhos dissessem como enxergam suas mães com base em uma lista de perfis. O mesmo pedido foi feito às mulheres que se declararam mães, mas retratando elas próprias. Vamos aos resultados:

Como os filhos enxergam suas mães

  • Mãe Chef de Cozinha – 28%
  • Mãe Coruja – 25%
  • Mãe Brincalhona – 22%
  • Mãe Amiga – 19%
  • Mãe Leoa – 19%

Como as mães se enxergam

  • Mãe Amiga – 28%
  • Mãe Leoa - 27%
  • Mãe Coruja – 22%
  • Mãe Conectada – 21%
  • Mãe Perfeccionista – 18%

Para começar, a maioria das mães não se veem como “Chefs de Cozinha” - aquela que está sempre fazendo algum quitute para agradar os filhos – e não se consideram “Brincalhonas”. Em vez disso, se veem como “Conectadas” – usuárias de tecnologia/ redes sociais - e “Perfeccionistas” – que prezam pela organização da casa.

Isso nos fez questionar sobre a forma como as mães gostariam de se reunir com a família durante um almoço ou jantar de Dia das Mães. Elas, provavelmente, não vão querer passar o seu dia cozinhando.

E, por serem conectadas e perfeccionistas, vão preferir algo prático, que não gere “bagunça” em casa - como um delivery, que pode ser solicitado via app. Ou, vão preferir ir a algum restaurante e postar em suas redes sociais o quanto aquele dia está sendo especial e diferente da sua rotina.

@4dgraphic on Unsplash

Pesquisa x Conversão

Quando o consumidor ainda está começando a pensar no que ele vai comprar, as pesquisas online também se destacam, disputando fortemente com as pesquisas em lojas físicas. Entretanto, quando é chegada a hora da conversão, o e-commerce ainda fica atrás, e as compras acabam sendo realizadas nas lojas físicas.

TOP 5 Canais de pesquisa

  • Lojas físicas – 43%
  • Sites das lojas – 32%
  • Buscas em sites de pesquisa (Google, etc) – 29%
  • Acesso aos apps das lojas – 22%
  • Redes sociais das marcas – 18%

Analisando esses dados, observamos uma maior aderência à pesquisa online pelas classes A e B.

Além disso, constatamos que há uma digitalização em todas as gerações, isto é, independentemente da idade, todas realizam pesquisas digitais em maior ou menor escala.

Entretanto, há um comportamento diferente entre elas: as gerações mais velhas tendem a ir direto na fonte, ou seja, nos sites das lojas; enquanto as mais novas estão mais dispostas a experimentação através de pesquisas no Google e em redes sociais. Esse fenômeno pode estar associado ao nível de maturidade de uso da internet.

Outro comportamento interessante de ser observado foi o de que as mulheres se informam muito mais pelas lojas físicas e são muito mais proativas na busca dos produtos e serviços do que os homens.

Neste último caso, elas costumam acessar mais os sites, apps e redes sociais, enquanto os homens são muito mais receptivos, isto é, tendem a ser mais impactados pelas propagandas – seja online, na TV ou em materiais impressos.

TOP 5 Canais de compra

No ano passado, as intenções de compra nas lojas físicas eram de 56%, enquanto no online chegava a 60%. Esse resultado mudou significativamente em 2022 e isso pode ser reflexo da reabertura do comércio e da vacinação em massa que somente ocorreram no 2º semestre de 2021.

  • Lojas físicas – 72%
  • Lojas online – 39%
  • WhatsApp – 8%
  • Instagram – 6%
  • Facebook – 5%

Quer conferir mais dados do nosso estudo? Basta acessar o nosso infográfico! Nele, você terá acesso a estes dados de forma resumida, além de conferir outras informações fresquinhas.

Confira o infográfico com os insights do estudo!

(Imagem de capa: site Garmany)



Início