Saiu na mídia “O Futuro do Varejo”

Com o desenvolvimento da tecnologia e crescimento da população conectada, a compra online se tornou uma realidade no Brasil. Os sites de e-commerce estão cada vez mais seguros e práticos e, com isso, os brasileiros já estão consumindo produtos das mais diversas categorias por meio da internet.

Considerando esse cenário, a MindMiners, em parceria com o Grupo de Inteligência Padrão, realizou um estudo exclusivo a fim de traçar as principais tendências de consumo e hábitos de compra do varejo online. A pesquisa ocorreu entre os dias 14/06 e 20/06 e contou com uma amostra de 1000 respondentes, distribuídos por todas as regiões, classes sócioeconômicas e faixas etárias do país.

Parte dos resultados foram divulgados pelo Diário do Comércio, em uma matéria que pode ser vista aqui.

Os brasileiros perderam o medo de comprar online

De acordo com a pesquisa, 91% dos consumidores já realizaram pelo menos uma compra em loja virtual. Entre eles, 44% já fizeram entre duas e cinco compras online no último ano e 17% compraram mais de onze vezes por meio da internet nesse período. O estudo também mostra que esse comportamento não é mais exclusivo das gerações mais jovens, já que 90% da geração X também já realizou uma compra online.

O smartphone vem substituindo o papel do vendedor

Os brasileiros preferem consultar os seus dispositivos móveis do que um vendedor quando tem dúvidas sobre um produto ou serviço que tem interesse em comprar. 54% dos entrevistados já usou o seu smartphone dentro de uma loja para ler comentários e avaliações de outros consumidores e um número maior ainda (67%) já usou o dispositivo para comparar preços.

Além disso, a pesquisa mostrou que mais de um terço (39%) dos entrevistados se incomodam com a presença dos vendedores em lojas físicas, o que sugere que os dispositivos móveis vão substituir, cada vez mais, o papel do vendedor de orientar o consumidor.

E-commerce também é para produtos perecíveis

A pesquisa mostrou ainda que o brasileiro quer consumir produtos perecíveis por meio do e-commerce também. Os alimentos apareceram como a categoria que os entrevistados (28%) mais desejam passar a comprar online, o que representa uma boa oportunidade de negócio para o varejo.

Para tanto, é importante que os varejistas adaptem as suas estratégias de negócio e de comunicação para acomodar essa migração do canal físico para o online, se quiserem continuar relevantes para o consumidor.

Gostou? O estudo também foi divulgado pelo portal da revista Exame: clique aqui para ler a reportagem.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificações
avatar
wpDiscuz