O futuro dos eventos digitais: adoção, perspectivas e desafios

Como serão os eventos depois da pandemia? Quais mudanças vieram pra ficar e quais são as tendências que estão ajudando a desenhar o futuro dos eventos?


clock
2 min
O futuro dos eventos digitais: adoção, perspectivas e desafios

O impacto gigantesco causado no setor de entretenimento por conta do cancelamento de eventos presenciais durante pela pandemia, impulsionou a busca por novos formatos de experiências que fossem acessíveis e seguros para as pessoas.

As pessoas aproveitaram o tempo em casa de formas variadas ao longo do período, fazendo receitas da internet, maratonando filmes e séries e quando possível, participando de lives com seus artistas favoritos.

Depois de mais de um ano, a adaptação para o modelo digital já se tornou natural e alguns eventos como o SPFW (São Paulo Fashion Week) e a Parada LGBT+ já tiveram até mesmo mais de uma edição adotando o formato 100% digital.

Com isso, vemos que a criatividade para saber como se adaptar ao contexto do isolamento precisou ser colocada para jogo por todo o setor e, dessa forma, surgiram diversos aprendizados e costumes em relação ao modelo digital que poderão ser cada vez mais populares, mesmo após o isolamento.

Filming worship for livestream at Bethel Church in Austin, TX.
Photo by Jesus Loves Austin / Unsplash

A princípio, tudo leva a crer que a forma como fazemos e participamos de eventos não será mais a mesma. Quando falamos mais especificamente sobre shows, as possibilidades de conexão entre artistas e fãs é cada vez maior.

68% das pessoas participaram de pelo menos um evento online durante a pandemia, dentre eles, 55% participaram pela primeira vez durante a pandemia.

Por exemplo, este ano o Fortnite - depois de contar com shows do dj Marshmallow e de Travis Scott - contou com um show especial da cantora Ariana Grande para milhões de fãs e jogadores ao redor do mundo. Além disso, a parceria também gerou skins e itens que os jogadores poderão comprar e personalizar seus personagens.

Mesmo contando com esse evento desde 2019, o Fortnite soube aproveitar e unir super bem a digitalização com as preferências e comportamentos de seu público, os gamers. Não se pode negar que além de poder aproveitar seu artista favorito no conforto do lar, o acesso a eventos online é bem mais acessível.

Por outro lado, não se pode deixar de levar em consideração o cansaço gerado pelo home office e pelo sistema de ensino a distância em relação às telas de computadores e celulares.

Ao longo do período de isolamento observamos várias iniciativas de promover eventos presenciais adotando protocolos de segurança, por mais que não fosse o recomendado por profissionais da saúde.

Isso evidencia que os eventos presenciais possuem um futuro bastante promissor no pós-pandemia, mas não significa que será a única forma de entretenimento disponível.

Então, pensando nisso, como os eventos do futuro irão se adaptar a esses dois tipos de público de maneira inovadora, acessível e com qualidade?

Aprenderemos ainda mais sobre as tendências sobre eventos digitais na Human Analytics Conference 2021, o evento da MindMiners!

A pandemia acelerou a transformação digital. E isso teve um impacto enorme na forma como realizamos e participamos de eventos. Por meio das descobertas de um estudo exclusivo realizado em parceria com a MindMiners, Carol e Franklin, fundadores do øclb (o clube), irão nos ajudar a entender como serão os eventos no pós-pandemia, quais mudanças vieram pra ficar e as tendências que estão ajudando a desenhar o futuro dos eventos.

Impossível perder a chance de aprender sobre essa grande tendência do pós-pandemia, né? Não fique de fora e garanta a sua inscrição!


Início