Brasilidades: Quem é o brasileiro, afinal?

Realizamos um estudo com a nossa ferramenta de clusters para entender os vários Brasis dentro do Brasil. Confira dados de respondentes de norte a sul do país.


clock
4 min
Brasilidades: Quem é o brasileiro, afinal?

O que é brasilidade? Para responder a essa pergunta, é preciso entender um breve contexto histórico. O Brasil nasceu de uma mistura de povos vindos de todos os lugares do mundo. Além dos indígenas que já habitavam o continente inteiro, há povos africanos, portugueses, japoneses, italianos, alemães e espanhóis.

Todos esses trouxeram seus costumes diversos que se espalharam por todo o território e foram incorporados em nossa cultura de uma forma tão intensa que podemos ficar surpresos ao descobrir que outros países são os inventores de algo comum no nosso dia a dia. "Como assim o estrogonofe é de origem russa?"

O Brasil pode até ser visto como uma união de regiões totalmente diferentes e que têm poucas coisas em comum, mas é preciso ter em mente que há motivos para sermos um só país: apesar de imensa, a nossa diversidade cultural é única e não é algo que nos separa, mas que nos enriquece enquanto nação.

Rio de Janeiro.
Foto por Gabriel Rissi / Unsplash

Por isso, podemos dizer que brasilidade nada mais é do que a nossa identidade. Nosso idioma e suas variações, nossos símbolos, trajetórias, heróis, histórias, leis e diversões criadas por nós e para nós. E quem somos nós?

Para responder a essa pergunta, utilizamos nossa ferramenta exclusiva de clusters com o objetivo de entender melhor diversos temas que fazem parte do cotidiano do brasileiro, como suas culturas, raízes, hábitos e comportamentos.

Por meio dos dados de monitoramento e de um questionário complementar, conversamos com 2.000 pessoas, de todas as regiões, gêneros e idades para saber quem realmente são os brasileiros: o que gostam, o que pensam, o que fazem, o que nos une e o que nos torna tão únicos.

Para você, o que é ser brasileiro?

Essas foram algumas respostas que obtivemos:

“Aprender a viver com opiniões diferentes, aprender que somos maior do que nos ensinaram. ” - 33 anos, Florianópolis - SC
“É ter amor a um país cheio de problemas, que mesmo assim estamos sempre com um sorriso no rosto todo dia, sofrendo muito pelas desigualdades desse país e se alegrando pelo nosso povo rápido e guerreiro. ” - 44 anos, Rio de Janeiro - RJ
“Ser brasileiro é ser guerreiro, lutar todos os dias pelo seu objetivo.” - 25 anos, Porto Velho - RO
“É amar o Brasil apesar dos problemas e tentar fazer com que ele melhore e evolua.” - 18 anos, Manaus - AM

Ainda pensando em quem é o brasileiro e como se define, ao analisar os dados coletados por meio da ferramenta de clusters da MindMiners, encontramos informações sobre como os brasileiros percebem a si mesmos, e neste caso, em maior parte nossas semelhanças, independentemente da região.

Como você define a sua personalidade?

Além disso, pensando em si mesmo(a) e nas relações com terceiros, o(a) brasileiro(a) pode até se dizer feliz, sociável e divertido, conforme observamos. Porém, também é um povo que quer ser respeitado e se sentir livre para fazer o que tem vontade.

Em nosso estudo, fica evidente a importância que o brasileiro dá para suas próprias opiniões e valores:

  • 46% não gosta de se destacar na multidão.
  • 72% se preocupa com a imagem e aparência física.
  • 85% gosta de se sentir respeitado.
  • 64% se diz dificilmente influenciado pela opinião dos outros.

Além disso, esse ponto de vista otimista sobre quem é o brasileiro é muito bem traduzido com diversos adjetivos.

Quando perguntamos aos respondentes quais palavras descrevem melhor o povo brasileiro, os elogios se destacam facilmente, de modo que as características negativas não ultrapassaram 20% das respostas coletadas.

Os vários "Brasis"

As regiões do Brasil contam com ambientes, tradições e histórias diferentes, e essas, juntas, compõem as especificidades na nossa nação. Mas como cada uma das regiões enxerga assuntos comuns do Brasil de acordo com seus contextos?

Um dos assuntos abordados neste estudo foi o de interesses principais, para entender melhor o que o brasileiro faz nas horas livres. Segundo as respostas dos nossos clusters, existem algumas diferenças de acordo com a região em que as pessoas moram:

Um dos destaques dos interesses dos (as) brasileiros(as) que responderam o mapeamento da base dos clusters foi a música. As preferências de estilos musicais também conversam bastante com as características das regiões que já conhecemos anteriormente.

Gêneros musicais mais populares

Observando por dentro das regiões, os gêneros da base geral se repetem, mas com algumas diferenças. O pagode e o rock clássico, por exemplo, só aparecem no top 5 do sul e do sudeste.

A música gospel não entrou no top 5 nacional, mas aparece no top 5 das regiões centro-oeste, nordeste e norte. O funk aparece fortemente no sul e no centro-oeste.

A marca do Brasil

Não existe um manual detalhado sobre o que toda marca precisa fazer para conquistar uma nação inteira; cada empresa se conecta com o público de formas diferentes.

Neste cenário, quais exemplos existem no mercado nacional quando se trata de falar com nosso povo? E com tantas regiões com seus próprios contextos, como se adaptar e conversar com diferentes “Brasis” de um jeito único e marcante?

Quando observamos regionalmente, apenas 26% dos respondentes acreditam que existe uma marca que represente bem uma localidade:

Existe alguma marca que você acredita que representa bem a região em que você mora?

Geral: 26% sim

Norte: 42% sim

Nordeste: 31% Sim

Centro-oeste: 21% sim

Sudeste: 21% sim

Sul: 31% sim

Por aqui, apresentamos apenas uma prévia de tudo o que você pode encontrar no estudo completo sobre Brasilidades. Vale a pena conferir todo o relatório para entender melhor o comportamento do brasileiro e como aproveitar esses dados a favor da sua marca.

Acesse mais dados aqui!


(crédito de capa: MindMiners)


Início