Aprenda a planejar metas e objetivos de marketing com 4 técnicas que realmente funcionam

O sucesso de uma empresa começa pelo bom planejamento estratégico. Estabelecer metas e objetivos de marketing, ao final desse processo, tem de ser a preocupação número um de líderes e empreendedores. A grande questão é como fazer isso, tendo em vista que existem diferentes caminhos.

Nesta postagem, vamos apresentar 4 das principais estratégias e como utilizar cada uma delas no seu negócio, para planejar metas e objetivos de marketing.

Como planejar metas e objetivos de marketing: comece pela estratégia

Não há como definir metas e objetivos de marketing sem ter feito seu planejamento estratégico antes. Duas das mais usadas e conhecidas ferramentas para isso são a análise SWOT e as 5 forças competitivas de Porter.

Talvez você já as conheça, mas vamos recordar rapidamente seus conceitos:

Análise SWOT

Consiste no estudo das forças e fraquezas de sua empresa – o ambiente interno sobre o qual você tem controle – e das oportunidades e ameaças do ambiente externo, como mudanças de normas do governo, avanços tecnológicos e até circunstâncias climáticas, que são elementos sobre os quais sua empresa não tem como agir.

SWOT é um acrônimo em inglês para Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). 

Seu objetivo é definir como suas forças podem potencializar as oportunidades e defender sua empresa das ameaças, e que fraquezas precisam ser reestruturadas em seu negócio para evitar que tornem as ameaças ainda mais fortes ou que prejudiquem o melhor aproveitamento das oportunidades. 

Com essa análise, é possível definir algumas ações, suas metas e objetivos de marketing. Mas, com ajuda da próxima metodologia, essas metas e objetivos podem ser ainda melhor definidos.

As cinco forças de Porter

Um modelo tradicional e amplamente reconhecido na consolidação da estratégia da empresa são as cinco forças de Porter. O nome do método faz referência ao criador, Michael Porter, professor norte-americano de estratégia e competitividade na Universidade de Harvard. 

O foco desse modelo está na análise competitiva e no entendimento sobre a posição de uma empresa em seu mercado. As cinco forças de Porter são as seguintes:

  • Rivalidade entre concorrentes: a ideia é entender se o mercado é muito ou pouco competitivo, o que vai indicar o quanto sua estratégia de marketing terá de ser agressiva e a quantidade de recursos necessários para combater seus adversários de igual para igual. 
  • Poder de barganha dos fornecedores: o custo com fornecedores pode ser um entrave, por isso essa análise é bastante importante. Há uma boa variedade de fornecedores? Qual média de preço eles praticam? Têm força suficiente para elevar preços e reduzir sua margem? Essas são algumas questões que devem ser respondidas.
  • Poder de barganha dos clientes: se existem muitos players no mercado, ou se houver um número reduzido de clientes, eles terão um alto poder de barganha. É uma questão de oferta e procura.
  • Ameaça de produtos ou serviços substitutos: novidades tecnológicas, quando chegam a determinado mercado, podem dizimar concorrentes antigos. Isso precisa ser compreendido ainda no planejamento.

O método OKR

OKR significa Objectives and Key Results e pode ser traduzido como: Objetivos e Resultados-chave. 

metodologia OKR é empregada por empresas como Google e diversas startups do Vale do Silício devido à praticidade da definição das metas e objetivos de marketing, ou de outras áreas, e a possibilidade de acompanhamento dos Resultados-chave para verificar se a empresa está no caminho certo.

Para isso, deve-se responder a duas perguntas:

  • Objetivo: Aonde eu quero chegar?
  • Resultados-chave: Como vou saber se estou chegando lá?

Assim, se um objetivo de marketing da empresa for este “Aumentar em 20% nossa base de leads até o fim do primeiro semestre”, os Resultados-chave devem se referir a metas que indicam que a empresa está no caminho certo para atingir seu objetivo, por exemplo:

  • Dobrar a quantidade de postagens mensais em nosso blog no mesmo período
  • Enviar 15% mais e-mails por mês
  • Criar 3 materiais ricos por mês com as respectivas landing pages

Além de serem metas claras para a equipe, conforme forem ou não sendo atingidos, os Resultados-chave mostram se o objetivo traçado poderá ou não ser atingido.   

O método SMART

Uma das técnicas mais bem-sucedidas na definição de metas e objetivos de marketing ou de outras áreas do negócio é o método SMART. Essa sigla indica os cinco requisitos a serem cumpridos na definição de uma boa meta. 

Veja quais são os critérios da sigla SMART:

  • S – Específico
  • M – Mensurável
  • A – Atingível
  • R – Relevante
  • T – Temporal

Uma grande vantagem de trabalhar sob o método SMART é o entendimento da equipe a respeito dos objetivos estabelecidos. Quando as metas são específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais, não fica muita margem para dúvida. Consequentemente, o projeto transcorre de forma mais eficaz e a empresa tende a avançar rapidamente.

O objetivo do SMART é evitar a superficialidade na definição de metas, um erro comum em equipes menos experientes ou ansiosas por resultados imediatos.

Por exemplo, uma empresa pode entender que precisa aumentar o tráfego de seu site e gerar mais leads. São dois objetivos plausíveis, mas não são palpáveis. Algumas perguntas teriam de ser respondidas em casos como esse:

  • Quantos visitantes você tem hoje e quantos pretende ter exatamente?
  • Qual é o número de leads necessário para a empresa operar com lucro?
  • Em quanto tempo você espera atingir as novas marcas de visitantes e leads?

A partir do momento em que essas três perguntas forem respondidas, a definição da meta se aproxima de um formato SMART. A precisão nos objetivos de marketing é fundamental para que a equipe entenda exatamente o que precisa fazer. Aumentar o número de visitantes e de leads são metas subjetivas que podem confundir a equipe e levar à estagnação.

A definição correta dessa meta (que já atende ao critério de relevância) seria: Aumentar em 20% (mensurável e atingível) o tráfego no site para gerar 15% mais leads (mensurável e atingível), por meio de marketing de conteúdo (específico) até o final do primeiro semestre (temporal).

Defina metas e objetivos de marketing com ajuda da pesquisa digital

A definição das estratégias, seguida da determinação das metas e objetivos de marketing, pode ser bem assertiva com os métodos apresentados acima. No entanto, é preciso fundamentar essa análise em dados e fatos concretos sobre o mercado, seus concorrentes e seu público-alvo. E a melhor forma de fazer isso é com auxílio de pesquisas de mercado.

Atualmente, a pesquisa digital se mostra uma excelente opção para obter essas informações de forma ágil e com custo acessível.

As metas e objetivos de marketing do seu negócio serão mais sólidas com a ajuda da MindMiners e nossa plataforma de pesquisa automatizada. Navegue pelo site para conhecer nossas ferramentas e aproveite para entender qual metodologia é mais adequada para seu projeto.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificações
avatar