7 estratégias para aumentar vendas no varejo

Shopper Marketing é o desenvolvimento de estímulos de marketing baseados em uma profunda análise do comportamento do shopper, para construir força de marca e influenciar o momento da compra. Aplicar técnicas de shopper marketing diretamente em sua loja é uma das melhores estratégias para aumentar vendas no varejo. Selecionamos algumas maneiras de impulsionar suas vendas usando o shopper marketing. Confira nossas dicas e veja quais podem ser aplicadas ao seu negócio.

7 estratégias para aumentar vendas no varejo

1- Compartilhe informações com o fabricante

Se você está em busca de estratégias para aumentar vendas no varejo, unir forças com o fabricante dos produtos que comercializa em seu estabelecimento pode ser uma delas. Por quê? Porque o varejista detém uma informação valiosa que o fabricante tem dificuldade de conseguir: os hábitos de consumo do shopper. E você pode ter isso facilmente ao seu alcance ao integrar seu sistema de checkout (tudo que é registrado nos caixas) com o CRM. Compartilhando esses dados, você e o fabricante podem pensar juntos no desenvolvimento de novos produtos que atenderão com mais assertividade às necessidades dos shoppers, estimulando assim o consumo.

2- Mude o layout de sua loja em função do tráfego de clientes

Já reparou que, na maioria dos supermercados, a padaria fica bem no fundo da loja? Isso acontece porque o pão é um item de consumo diário, presente em quase todas as compras. Dessa forma, o comprador terá que passar por diversos outros produtos – e talvez acabe por comprá-los – antes de chegar ao pão. Atualmente, existem ferramentas no mercado, como o Plugbuy, que permitem que você mapeie o fluxo de clientes em sua loja para detectar zonas mortas e zonas de calor. A partir daí, será possível redefinir seu layout, colocando os produtos certos nos lugares certos.

3- Ofereça soluções, não produtos

Imagine uma dona de casa que vai organizar uma ceia de Natal para a família. Quando ela se dirige ao supermercado para fazer as compras, seu objetivo não é adquirir suprimentos e utensílios, mas oferecer uma festa que fique marcada para sempre na memória de todos. Se ao chegar ao ponto de venda ela encontrar um “Kit Ceia de Natal” com alguns pratos semiprontos, incluindo desde a entrada até a sobremesa – e até um enfeite para o centro da mesa como brinde –, ela pode optar por essa solução prática e ágil.
Isso pode ser replicado para diversos outros tipos de refeições, como um “Kit Churrasco” ou “Kit Feijoada”, por exemplo, deixando seus clientes mais satisfeitos e aumentando a venda de itens com alta margem, que podem ser incluídos nesses kits de soluções rápidas.

4- Na altura dos olhos

Segundo a opinião de especialista em varejo, posicionar os produtos de maior margem e de maior giro na altura dos olhos dos clientes é uma prática recomendável. Já no caso de promoções e ofertas, o ideal é colocá-las nas pontas das gôndolas. Outra estratégia para aumentar as vendas no varejo por meio do posicionamento dos produtos nas prateleiras está ligada à observação do comportamento dos clientes durante a compra e sua interação com a gôndola. A cada nova disposição dos produtos, deve ser feita uma medição dos resultados para avaliar se seus efeitos foram mesmo positivos.

5- Pratique o cross merchandising

Deixar sua loja organizada por categorias de produtos ajuda o shopper a localizar o que quer com mais facilidade. Mas o cross merchandising é uma das estratégias para aumentar vendas no varejo que vai de encontro a essa ideia, misturando diferentes categorias de produtos na mesma sessão da loja. O objetivo é sugerir sutilmente ao cliente a compra de um produto complementar quando ele estava buscando outro. Assim, colocar sacos de carvão e pacotes de sal grosso perto das latas de cerveja leva o comprador a pensar em fazer um churrasco. E se quando ele se dirigir ao açougue para comprar as carnes encontrar um conjunto de facas especiais para churrasco em oferta, pode-se ainda conseguir fazer uma venda adicional de um produto de alta margem de lucro.

6- Marcas próprias

Ao contrário do que muitos pensam e praticam, as marcas próprias estão entre as estratégias para aumentar vendas no varejo de produtos de qualidade, e não de “genéricos” baratos. Marcas próprias funcionam bem para o estabelecimento de varejistas que prezam pela qualidade e pelo bom atendimento e, com isso, agregam esse posicionamento à marca própria que vendem. O que acontece é que, na maioria das vezes, esses produtos são fornecidos pelos próprios fabricantes de outras marcas de qualidade que estão à venda na loja. Apenas muda a embalagem para uma com a marca do varejista e, em alguns casos, há uma leve mudança na formulação do produto. Como o varejista não tem gastos com a publicidade e a propaganda desse produto e opta por uma embalagem menos custosa (porém ainda esteticamente atraente), pode vender mais barato. Dessa forma, seus clientes conseguem levar um produto de qualidade, por um preço menor, aumentando vendas e, além disso, fortalecendo a marca do varejista.

7- Agregue serviços

Para finalizar nossas estratégias para aumentar vendas no varejo, sugerimos que você pense em como agregar serviços aos produtos que vende. A Decathlon, famosa multinacional de varejo de artigos esportivos, por exemplo, oferece encordoamento de raquetes de tênis, montagem de bicicletas e estampa os nomes dos atletas nas camisas dos times de futebol e seleções que vende. Um dos principais segredos das estratégias de shopper marketing está em conhecer profundamente seus clientes. É preciso estar sempre atento às pessoas que circulam na sua loja. Pesquisas de marketing são uma excelente forma de conseguir isso. E se você usar plataformas automatizadas de pesquisa, além de um preço bem mais acessível, conseguirá as respostas que precisa com muito mais agilidade.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificações
avatar
wpDiscuz