10 tendências de consumo que vão orientar suas estratégias de marketing para 2018

Keith Weed, líder da gestão de marketing e comunicação da Unilever, em um artigo para o Google Consumer Insights, apontou 3 tendências de consumo que pretende usar em sua empresa. Elas refletem o imediatismo com que as pessoas passaram a encarar a satisfação de suas necessidades de consumo.
Esse comportamento, segundo Weed, é uma consequência do empoderamento digital. Ele permitiu às pessoas descobrirem de maneira quase instantânea o modo mais rápido e mais simples de conquistarem o que desejam.

Os 3 insights apontados por Weed para lidar com essa nova atitude do consumidor abrem a nossa lista de tendências de consumo 2018.
Se você ainda não sabe o que é uma tendência, este artigo poderá te ajudar.

10 tendências de consumo 2018 para ficar de olho

1- Pessoas na frente

Use os dados e rastros que o consumidor deixa na internet ao consumir (ou pesquisar sobre produtos e serviços) de forma imediatista e busque compreendê-lo profundamente. Isso lhe dará uma noção clara de onde sua marca deve estar presente para entregar valor aos consumidores.

2- Amor pela marca

Em mais uma tendência liderada pelos millennials e pela geração X, os consumidores não querem apenas adquirir algo e sim se relacionar com empresas que têm um propósito maior e que buscam construir um mundo melhor. As marcas devem usar isso para criar conversas e interações mais duradouras e significativas com seus clientes.

3- Segmentação de uma única pessoa

Ao integrar todo poder de análise de dados sobre as pessoas com a construção de uma marca que quer fazer a diferença no mundo, o caminho é satisfazer as necessidades de consumo de seus clientes de uma forma totalmente personalizada individualmente.

Os próximos insights vêm da consultoria WGSN, que divulgou 4 tendências de consumo 2018-2019.

4- Evolução, não revolução

A busca de propósito e significado das novas gerações se mistura com valores como sustentabilidade, versatilidade e longevidade. Não é preciso simplesmente abandonar o passado, mas a tendência é selecionar o que ele tem de melhor, trazer para o presente e mesclá-lo com a realidade atual de forma harmônica.

5- Multilocal

Em um mundo totalmente conectado, é possível compreender e incorporar hábitos de culturas distantes e realidades que não são as nossas. A tendência se reflete em valorizar elementos que ressaltam essa diversidade, se aproximando do que é distante com respeito e admiração.

6- Atitude e posicionamento

Ressaltando mais uma vez o perfil engajado do consumidor, essa tendência indica que as pessoas vão passar a manifestar suas posições políticas e opiniões pessoais por meio das marcas, seja em suas roupas ou outros bens de consumo.

7- Neo nostalgia

A moda sempre soube usar a nostalgia no desenvolvimento de produtos.
Mas essa nova tendência usa isso de uma forma diferente: não se trata de uma nostalgia romântica ou sentimental, que busca reviver o passado, mas de uma releitura desses temas de uma forma mais livre, misturando o moderno com o clássico, que pode ser usada no layout de novos produtos, conceitos de peças publicitárias, no design de logos e nomes de serviços e produtos, por exemplo.

Na sequência de nossa busca de tendências de consumo 2018, encontramos a confirmação de um insight apontado pelo blog NicheHunt:

8- Realidade virtual

A tendência aponta que a demanda por realidade virtual vai aumentar cada vez mais, pois a tecnologia empregada está evoluindo rapidamente, permitindo não somente experiências mais realistas, mas também o desenvolvimento de novos usos para a RV, muito além do entretenimento, como na medicina, na engenharia e na psicologia.

Para finalizar nossa lista de tendências de consumo 2018, selecionamos mais duas, sugeridas pelo blog Curatti, especializado em encontrar tendências para auxiliar empresas na tomada de decisão.

9- Conteúdo gerado pelo usuário

Cada vez mais os consumidores deixam de acreditar no que as marcas dizem e preferem procurar a opinião de usuários e outros consumidores na internet.
Para alcançar esse público, estimular a criação de conteúdo pelos usuários de sua marca é uma maneira de associar mais autenticidade e confiança à informação divulgada sobre ela.

10- A consolidação das moedas virtuais

A proliferação das chamadas empresas “fintech”, que usam a tecnologia para criar soluções inovadoras de gerenciamento financeiro para pessoas e empresas, vai definitivamente fazer crescer ainda mais o uso das moedas virtuais, como os “bitcoins”, proporcionando oportunidades para o surgimento de um grande número de startups financeiras.
As empresas devem pensar em novos produtos e serviços que levem em conta o uso de moedas virtuais; é um novo elemento que deve fazer parte de suas análises de soluções para os clientes.

Conhecer tendências é fundamental para o planejamento de marketing de sua empresa. E a melhor maneira de conseguir esse tipo de informação é fazendo pesquisas e tendência. Baixe nosso e-book gratuito e saiba tudo sobre esse assunto.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificações
avatar
wpDiscuz