Millennials e a Geração Nem Nem: trabalho, educação e tendências de consumo

Preguiçosa. Qualificada. Sonhadora. Digital. Apesar de muito se falar sobre a Geração Y, o mundo do consumo parece ainda não ter conseguido se conectar com esses jovens. Donos de opiniões fortes e de comportamentos incoerentes, o amadurecimento tardio dos Millennials preocupa. Afinal, o que pensam sobre o futuro? E onde querem chegar?
Receba nossos estudos originais em primeira mão.

Nem trabalham, nem estudam? Apesar de 1/6 dos Millennials da nossa amostra integrarem hoje os chamados “Nem Nem”, a grande maioria desta geração está em busca de independência e de novas oportunidades.

Mas, qual a relação da Geração Y com o mercado de trabalho? O que esperam do futuro? Será que são mesmo conectados com o conceito de economia compartilhada?

A MindMiners conversou com 1000 brasileiros entre 18 e 32 anos para mostrar como o amadurecimento tardio e os valores dessa geração estão impactando o consumo. Isso porque, apesar de se considerarem trabalhadores e ambiciosos, ainda moram com pais ou familiares e dependem deles para pagar suas despesas.

Entenda o que caracteriza o emprego perfeito, ondem sonham construir carreira, o que acreditam ser itens indispensáveis para a sua vida e como encaram as diferenças entre ser e ter na hora de pensar no futuro.

Boa leitura!

*O detalhamento da amostra, assim como o descritivo da metodologia de pesquisa utilizada, está contido no relatório completo, que poderá ser obtido no final desta página.

Perfil Millennial

graduation

Geração qualificada. Metade dos entrevistados possui ou está cursando educação superior.
1/4 dos entrevistados está desempregado
. Já os contratados em modalidade CLT seguem sendo maioria.

flip-flops (1)

Entre os 47% dos respondentes que não estuda atualmente, 28% também não trabalha. Essa é a Geração Nem Nem, que corresponde a 158 pessoas dentro da amostra da pesquisa (16%). Já o grupo dos que trabalham e estudam é composto por 300 pessoas (30%).

id-card

Em relação ao seu perfil profissional, os Millennials se consideram ambiciosos (51%), trabalhadores (75%) e estudiosos (65%). Apenas 39% se considera preguiçoso. 46% acreditam ainda que a Geração Y é empreendedora.

Trabalho

search (1)

As empresas de tecnologia são indicadas como o emprego ideal. O Google lidera a lista, com 31% das respostas. Apple e Microsoft aparecem em seguida, com 3% cada um. Netflix e Facebook receberam 1%.

search (2)

Entre os 25% dos Millennials que está desempregado, mais da metade (57%) está desempregada há mais de um ano. O ambiente online reúne as principais fontes de busca por novas oportunidades.

checklist

Flexibilidade. Os Millennials se mostraram dispostos a aceitar empregos que paguem menos ou que estejam fora de sua área de formação. Apenas a mudança de cidade apresentou um pouco mais de resistência.

Moradia, renda e despesas

house

60% dos entrevistados ainda mora com os pais. Entre os integrantes da Geração Nem Nem, 67% ainda vive com familiares. Apenas 3% mora sozinho.

luggage

Entre 15 e 25 anos. Essa é a faixa etária em que os Millennials deixaram a casa dos pais e familiares. Para os que ainda vivem lá, a idade aumenta: pretendem sair com até os 30 anos.

wait

De 2 a 10 anos. Esse é o tempo que nossos entrevistados acreditam necessitar para alcançarem renda suficiente para financiar o estilo de vida dos seus sonhos.

Relatório na íntegra

Gostou do estudo sobre os Millennials e a Geração Nem Nem?

Dessa vez, focamos no perfil da Geração Y, na sua visão sobre educação e trabalho e em hábitos relacionados a moradia, renda e despesas. Mas você pode conhecer também alguns de seus hábitos de consumo e sua opinião sobre economia compartilhada.

Para ter acesso ao conteúdo na íntegra e aos gráficos, basta preencher o formulário abaixo:

Receba nossos estudos originais em primeira mão.