É importante explicarmos (de maneira simples) o que são clusters: a análise de cluster é um método estatístico usado para identificar diferenças e semelhanças. Nesse artigo nosso objetivo é trazer exemplos práticos de clusters que empresas e agências de publicidade utilizam no seu cotidiano.

Vamos explicar o que é o método de cluster ou clusterização. Queremos trazer uam visão mais prática para sua área conseguir aplicar e utilizar os insights que clusters podem fornecer, sem precisar de um time estatístico.

Definindo o que são Clusters:

A função básica dessa análise é classificar diferentes objetos em grupos (chamados de clusters), para que os dois ou mais objetos no mesmo cluster sejam mais semelhantes que dois objetos de diferentes clusters (grupos). Existem diferentes métodos estatísticos de como agrupar clusters, mas não vamos entrar nesse nível de detalhe neste artigo.

O método mais simples utilizado no mercado de marketing é agrupar os grupos por características comportamentais e/ou demográficas, por exemplo, uma empresa de alimentos poderia agrupar (criar clusters) com seus consumidores por:

  • Consumidores vegetarianos e veganos
  • Pessoas que consome proteínas animais como vaca, porco e frango, mas não comem frutos do mar e peixes
  • Pessoas que não tem o costume de consumir açúcar e chocolate
  • Consumidores alérgicos a leite

Aqui são exemplos hipotéticos, o que a análise de cluster faria era agrupar esses consumidores em seus respectivos grupos, de acordo com os comportamentos que mais se destacam naquela pessoa.

Uma pessoa pode ser vegetariana (cluster 1) e também não consumir açúcar (cluster 3), neste caso o respondente somente faria parte de um dos grupos. Métodos estatísticos de desvio padrão calculariam em qual grupo essa pessoa seria considerada, mas dando um exemplo simples, vamos entender qual desses comportamentos mais se destaca -  ser vegetariano ou não consumidor de açúcar - e depois escolher o grupo que mais faça sentido.

Vamos ver outro exemplo? Apresentamos diferentes frases e questionamos o quanto os respondentes concordam ou discordam daquelas frases. Depois é calculada a média de concordância total das frases para todos que responderam a pesquisa. E na sequência é segmentado em grupos (clusters) os respondentes com graus de concordância similares.

A frase poderia ser "Eu tenho o hábito de cozinhar em casa". Em média os respondentes declararam que concordam parcialmente com essa frase. Quando analisamos cada um dos respondentes vemos uma parcela de respondentes que declarou discordar totalmente dessa frase. Nesse momento criamos um cluster (grupo) de brasileiros que não cozinham em casa. Uma outra parcela disse concordam totalmente com a frase, então cria-se outro cluster, os cozinheiros domiciliares.

Leia também: O que é segmentação de mercado, para que serve e por que devemos fazê-la?

Faz-se essa ação de ir agrupando (clusterizando) seus consumidores até chegar em grupos que sejam parecidos entre eles e diferentes dos outros grupos.

Quer conhecer melhor seus clusters e monitorar de perto seu comportamento?