Webinars

A nova rotina de beleza das brasileiras na quarentena

A nova rotina de beleza das brasileiras na quarentena

Em meio as mudanças impostas pela pandemia de COVID-19, hábitos de cuidado com o corpo e beleza podem ser colocados de lado, uma vez que as rotinas sofreram alterações significativas. Para entender como as mulheres estão lidando com essas questões durante a quarentena/isolamento social, realizamos um estudo com mulheres de todo país.

Uma mudança em toda a rotina

A maioria das mulheres (75%) estão em quarentena parcial, ou seja, saem para atividades essenciais ou de emergência, 18% estão em isolamento total e 7% não estão em isolamento. Entre todas que estão em isolamento, parcial ou total, 60% não está trabalhando no sistema home office (trabalho em casa).

O que (já) era hábito antes da pandemia

Algum dos cuidados de beleza mais comuns eram realizados fora de casa, por isso precisaram ser adaptados ou adiados para quando a quarentena acabar. Em casos mais complexos como cortar o cabelo, que era um hábito para 36% das respondentes, após a quarentena foi adiado por 70% delas. Já outros cuidados foram adaptados para serem feitos em casa mesmo, assim como fazer as unhas no salão que era uma atividade realizada por 37% das respondentes, mas que 43% delas passou a fazer elas mesmas em casa.

No geral, a maioria pretende retomar as atividades externas de cuidado após a pandemia. Por outro lado, quem declarou que não irá retomar aos cuidados da mesma maneira, teve como principal motivo as questões financeiras, como falta de dinheiro e/ou diminuição dos gastos. O que é comum em um cenário de crise e incertezas.

“Porque passei a saber me cuidar melhor sem precisar gastar muito”
“Porque eu acho que é supérfluo. Vou me atentar para o que é importante.”
“Aprendi a fazer algumas coisas em relação ao meu autocuidado. Percebi que posso economizar tempo e dinheiro, aproveitar para curtir com meus filhos ao invés de passar 2 ou 3h por semana todas as semanas, posso ficar mais com eles.”

Sentimentos: autoestima e autocuidado

Passar mais tempo em casa e ter mais tempo livre pareça ser uma boa oportunidade para se reencontrar e cuidar de si mesma, por se tratar de um momento tão delicado, muitas mulheres deixaram de realizar algumas atividades relacionadas aos cuidados pessoais e beleza e de uma forma ou de outra, essas mudanças podem impactar na maneira como se sentem.

Além de 71% afirmar que poderiam estar cuidando de sua aparência, 44% consideraram que estão com baixa autoestima nesse momento, o que pode ocorrer pelo fato das incertezas desse contexto, que tem causado mudanças de humor frequentes para 56% das respondentes.

As mulheres que estão em quarentena estão mais propensas a experenciar sentimentos de insatisfação com a própria aparência.

Os produtinhos que não podem faltar

A utilização dos produtos de beleza e higiene se mantiveram em sua maioria. Aquelas que diminuíram a frequência de uso de alguns itens, afirmaram que a crise atual foi o principal motivo ou ainda não sentirem a necessidade de manter o uso na mesma medida, uma vez que não estavam saindo de casa.

Tutorial de make-up na quarentena?

No geral ocorreu uma diminuição considerável no uso de maquiagem. 29% das mulheres diminuíram o uso e 38% pararam de usar maquiagem totalmente. Mas para muitas mulheres esses itens desempenham um papel importante em sua autoestima e confiança, por isso se engana quem acredita que esses são itens superficiais.  Mesmo que o consumo diário ou semanal tenha diminuído, 50% ainda utilizam quando desejam se sentir melhores.

Entre aquelas que estão passando pelo isolamento, 22% ainda utiliza maquiagem quanto faz chamadas de vídeo com amigos/familiares e 16% quando possuem reuniões de trabalho ou conseguem um tempo para essa atividade.

“Antes da pandemia aos finais de semana e algumas vezes na semana para ir trabalhar e estudar fazia uma maquiagem básica me sentia a pessoa mais maravilhosa, devido a pandemia meu uso de maquiagens diminuiu, uso raramente mas não me acho tão deslumbrante como antes, devido o estresse, ansiedade estou com dificuldades de manter minha autoestima”
“Gosto de me maquiar, ajuda na minha autoestima, agora só uso maquiagem na região dos olhos por causa da máscara.”
“Ah, parei de usar o batom porque não dá pra usar com a máscara. Mas caprichei mais no rímel. sinto que quando trabalho maquiada, ofereço pro meu paciente uma dedicação extra quando se trata do visual”

Uma nova rotina daqui em diante?

Sem dúvidas, alguns costumes de cuidados pessoas e beleza irão se adaptar para que se encaixem em uma nova rotina. Além dos itens de utilização em casa, os serviços realizados fora de casa também enfrentarão alterações a partir de agora, seja para se encaixar nas mudanças do cotidiano, ou por conta do cenário de crise.

Apenas o que for de fato relevante para as consumidoras irá se manter em suas rotinas, o que vale para categorias e marcas que precisarão se adequar a novos contextos.